Liderar exige uma série de competências técnicas e comportamentais já bem conhecidas. Porém, no modelo de trabalho a distância, os líderes se depararam com alguns novos desafios devido a falta do contato pessoal.

Embora saibamos que muitas empresas já adotam o trabalho à distância, a Covid-19 acelerou este processo, mesmo para aquelas que não estavam preparadas e nem tinham estrutura adequada para o home office. Neste cenário de incertezas, o trabalho no modelo home office veio com o objetivo de resguardar a saúde dos funcionários e de manter em funcionamento as empresas, mesmo que de uma forma diferente. Esse modelo “diferente”, obrigou muitos líderes a desenvolverem novas habilidades para manterem-se competentes e com suas equipes ativas e produtivas em home office.

Mas afinal, o que mudou no exercício da liderança à distância?

Mais do que nunca a capacidade para engajar, motivar, gerenciar e treinar de forma criativa tem sido essencial, pois a barreira do contato pessoal pode influenciar de forma significativa. Pessoas que estão acostumadas a trabalhar podendo acessar seus líderes, presencialmente, podem estranhar as limitações que o trabalho à distância apresenta.

Alguns aspectos fundamentais para exercer uma boa liderança à distância:

  1. Definir papéis na equipe de trabalho é fundamental;
  2. Definir a forma de comunicação que a equipe adotará;
  3. Definir datas e horários específicos para reuniões de equipe e reuniões individuais semanais. A comunicação com a equipe deve ser estruturada, objetiva e o mais transparente o possível, para que o vínculo de confiança permaneça presente;
  4. O líder precisa se preocupar em conhecer individualmente os membros de sua equipe para então lidera-los melhor;
  5. Dar feedbacks mais frequentes neste período, com foco no desenvolvimento dos profissionais e atingimento dos resultados desejados, pois estar alinhado as estratégias nunca foi tão importante. Assim, qualquer desvio ou ajuste necessário para o bom andamento do plano serão rapidamente colocados em prática por todos.
  6. O elogio mais do que nunca deve ser praticado pelo líder.  Em um momento de grande tensão coletiva como o que vivemos, reconhecer pequenos esforços e atitudes positivas, pode ter um efeito motivador e acolhedor na equipe.

Cada vez mais as pessoas trabalham por um propósito de vida e não somente pelos ganhos financeiros.  Por isso, valorizar as pessoas, despertar que cada um queira exercer a sua melhor versão em tempos de crise, fará de você um líder diferenciado. O desafio do líder é conseguir fazer esse trabalho à distância, estruturando e organizando as ferramentas facilitadoras para este processo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.